Ajuda à Igreja que Sofre

Switch to desktop Cadastro Login

Palavra, Comunicação e Partilha

Avalie este item
(0 votos)

Nascemos pelo amor de nossos pais, mas, desde sempre Deus nos quis, nos desejou e nos chamou à vida. Em Cristo, Deus nos fez filhos, filhas, herdeiros da vida eterna. E como filhos e filhas de Deus que somos em Cristo, todos nós temos o desejo de partilhar a vida. A palavra nasceu como necessidade de nossa comunicação com os irmãos e com Deus.

Deus nos chamou à vida dotando-nos de uma natureza humano-divina. Somos chamados a existir como “imagem e semelhança de Deus”. O ser, o existir e o partilhar são necessidades inseparáveis de nossa natureza humano-divina. Somos seres finitos feitos para o infinito, para a imortalidade.

Viver e existir como “imagem de Deus”, não é uma questão de fisionomia ou de aparência, vai muito além. Deus é plenitude de vida e de amor na Pessoa do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Tornamo-nos imagem de Deus quando amamos a Deus e nos amamos mutuamente, partilhando nossa vida na comunhão dos sonhos, das alegrias e das necessidades de todos.

A revelação divina nos ensina que Deus Pai se expressa em modo supremo na Pessoa de seu Filho Jesus, que veio nos revelar o coração do Pai e que o Espírito Santo nada mais é do que a própria intimidade de Deus Pai e de Deus Filho, partilhada com a humanidade.

A criação, na diversidade de suas criaturas, é no dizer dos místicos a primeira forma da autocomunicação do amor de Deus pela humanidade. A Bíblia, através do AT e do NT, particularmente nos Evangelhos, aparece como a grande história do imensurável amor de Deus pela humanidade.

Entretanto, a Palavra de Deus, a Bíblia, não é apenas para ser estudada e conhecida, mas sim para ser acolhida, refletida e amada. Não podemos nos contentar enquanto Ela não se transforma em alimento espiritual cotidiano. Este é o sentido maior que a Igreja busca dar ao mês dedicado à reflexão sobre a importância da Palavra de Deus em nossa vida cristã.

Viver e existir como “imagem de Deus” é buscar a felicidade no amor e partilha com Deus nos irmãos, particularmente nos irmãos mais pequeninos e feridos do mundo.

“Se alguém me ama, guarda a minha palavra e meu Pai o amará. Eu e o Pai viremos a ele e faremos nele a nossa morada” (Jo 14,23). 0xalá neste mês dedicado à reflexão e à acolhida da Palavra de Deus, cada um de nós pudesse acolher e viver a Palavra de Deus como reza o salmista: “Eu te busco com todo o meu coração, não me deixes afastar dos teus mandamentos. Escondi a tua Palavra em meu coração...” (Sl 119,11).

Última modificação em Segunda, 01 Setembro 2014 11:17

Deixe um comentário

Preencha todos os campos com (*). Código báscio de HTML é permitido.


Anti-spam: complete the taskJoomla CAPTCHA

Kirche in Not - Kerk in Nood - Aid to the Church in Need - Pomoc Kosciolowi w Potrzebie - Aiuto alla Chiesa che Soffre
Ayuda a la Iglesia Necesitada - Aide à l’Eglise en Détresse - Ajuda à Igreja que Sofre
Desde 1947 servindo a Igreja pelo mundo.

Elevada a
Fundação Pontifícia
em 2011 pelo Papa Bento XVI

Top Desktop version